Sacrifício

    Compartilhe
    avatar
    Ragna The Bloodedge
    FanFic Moderador
    FanFic Moderador

    Masculino Mensagens : 429
    Data de inscrição : 21/08/2011
    0 / 100 / 10

    Sacrifício

    Mensagem por Ragna The Bloodedge em Qua Dez 05, 2012 12:25 am

    O tempo estava nublado, como sempre. Só de ver as nuvens escuras era possível ver a falta de vida que restou após o apocalipse. Ninguém nunca esperava aquilo. Tantas vidas que poderiam salvar o mundo foram perdidas. Só sobraram aqueles que nunca estiveram preparados para isso. Mesmo assim, muitos deles mostraram-se corajosos. Fortes. Determinados. Estes pegaram as suas armas e lutaram até o seu fim. Graças à eles, seus companheiros conseguiram sobreviver, mesmo sacrificando-se para salvá-los.

    A estudante normal. O motoqueiro indestrutível. O trabalhador comum. O velho soldado. Esses quatro sobreviventes se juntaram mais do que nunca para sobreviver contra os males do mundo apocalíptico. Em sua batalha contra a infecção, eles pegaram as suas armas e eliminaram tudo em seu caminho. O objetivo não era vencer, na verdade. Era sobreviver.

    Enfrentaram monstros de diversos tipos diferentes. Cada um podia quebrar-lhes os ossos de várias maneiras diferentes. Podiam deformar o seu rosto. Perfurar seus pulmões. Fazer suas pernas evaporarem. Esmagar suas costas. Qualquer coisa era mortal. Mas adivinhe, eles conseguiram passar por tudo. Feriram-se bastante, mas não desistiram.

    Até que veio o dia. Eles chegaram até o porto. O velho soldado comandou o grupo, como sempre. Ativar os geradores para fazer a ponte funcionar. Matar os zumbis. E o principal: ter cuidado. Eles fizeram tudo certo. Tudo. Logo quando iam escapar, um mísero zumbi tropeçou em um gerador e fez ele parar.

    "Que merda. Me esperem." Essas foram as últimas palavras do velho soldado. Com sua shotgun em mãos, começou a correr, atirando todos os mortos em sua frente. Ele não quis saber de parar. Só queria a segurança de seus companheiros. Ele ativou a máquina, causando um barulho altíssimo. Ele tentou voltar para seus amigos, mas era tarde demais. A ponte já tinha se fechado. Os outros sobreviventes gritaram seu nome, querendo que ele volte para eles. O homem olhou para trás, e viu as três enormes feras lançando pedras e carros em sua direção. Se eles destruírem aquela ponte, os seus colegas não poderiam ser salvos.

    Ele decidiu lutar. Lutar como o guerreiro que sempre foi. Pegou sua molotov que guardou para ocasiões especiais. Aquela era a hora perfeita para ser usada. Jogou o objeto na direção dos monstros, queimando seus corpos, mas não matando-os. Ele olhou pela última vez para os seus companheiros, e jogou seu cigarro no chão. Então, virou-se para trás, e atirou nos monstros, atraindo a atenção deles. Vendo que estavam se aproximando bastante, ele foi correndo para a sala mais próxima do gerador ao seu lado, ainda atirando nos monstros. As feras seguiram ele, exatamente de acordo com o plano do soldado. Quando entraram na pequena sala, nada mais foi visto deles. Logo viram que se os monstros calaram-se, e perceberam que o líder de seu grupo também silenciou-se.

    Eles resistiram a vontade de chorar. No fundo, eles queriam gritar tudo o que sentiam, para liberar sua tristeza e sua raiva. Mas eles decidiram não fazer isso. O velho soldado foi um homem forte. Se quisessem ser como ele, teriam que ser fortes também. Lidar com a morte de uma pessoa bastante amada é bem duro mas era a única opção. A morte é inevitável. Você pode ser a pessoa mais bondosa e amada por todos, mas a morte nunca deixa ninguém escapar.

    No começo de suas aventuras, os três sobreviventes achavam que o homem era um velho que odeia todo mundo, e só queria ficar cuidando de seu próprio mundo. Com o passar do tempo, eles foram descobrindo a sua história. Um soldado corajoso que dedicou sua vida toda em batalhas e guerras. Ele sempre dizia que precisava de um descanso, e finalmente conseguiu-o depois de vários e vários anos de espera.

    Os sobreviventes achavam que eram as únicas pessoas restantes no mundo, sem mais ninguém para ajudá-los a sobreviver. De repente, o motoqueiro ouviu o som de um carro buzinando. Seria mais um infectado tropeçando em um carro? Curioso, ele foi lá ver.

    Eram mais sobreviventes. Por dentro, o homem explodiu de felicidade. Eles não estavam mais sozinhos. Eles agora poderiam finalmente tentar bolar um plano para tentar sair daquele maldito inferno. Mesmo se for só para aqueles sobreviventes saírem de lá, eles fariam tudo para protegê-los. Não queriam mais nenhuma morte. O homem assobiou, chamando a atenção dos humanos.

    - Ei! Precisam de ajuda?


    _____________________________________
    avatar
    Fox
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 509
    Data de inscrição : 21/08/2011
    0 / 100 / 10

    Re: Sacrifício

    Mensagem por Fox em Qua Jan 23, 2013 5:26 pm

    nemly e nemlerey

      Data/hora atual: Sab Set 23, 2017 5:44 pm