Yu-Gi-Oh! DESTINY

    Compartilhe

    The New Hero - Mikhaelsan
    Membro
    Membro

    Masculino Mensagens : 6
    Data de inscrição : 16/10/2011
    0 / 100 / 10

    Yu-Gi-Oh! DESTINY

    Mensagem por The New Hero - Mikhaelsan em Seg Nov 21, 2011 1:22 pm

    Yu-Gi-Oh! DESTINY


    Ano 2300. Domino City.

    - Sério? Ele já construiu uma máquina do tempo para encontrarmos os “lendários” duelistas?
    - Sim sim. Já está na cidade. Vamos lá!

    Um garoto ouviu atentamente a conversa. Ele aparentemente tinha 15 anos, cabelo escuro e olhos castanho-escuro. Ele era negro, e vestia um casaco azul com o número gigante “97” escrito. Os dois garotos da conversa anterior sumiram e foram para o local, e o garoto os seguiu. Andando em passos lentos, e se misturando na multidão para não ser desconfiado, chegou no lugar sem muitos problemas. Uma enorme fila estava lá. Era um “pseudo-torneio”, a fila sempre teria um número par de pessoas. Assim, a primeira e a segunda pessoa da fila se enfrentariam em um duelo, e quem ganhasse, entraria e iria para um tal tempo... e talvez nunca mais voltaria. Enfim. Os duelos e duelos foram e viram, mas finalmente veio a vez do tal garoto. Quem o enfrentaria tinha um cabelo espetado castanho-escuro, olhos azuis e uma roupa meio surrada, algo como um poncho mexicano, porém todo vermelho e com um capuz. O baralho, na verdade, seria escolhido aleatoriamente pelo dono da máquina. O deck do garoto de casaco azul pegou um deck de Elemental Heros, e o outro, pegou um deck de Blue Eyes.

    - Duelo! - Os dois gritaram, em voz alta. A disputa pela a tal máquina do tempo começaria.
    - Eu começo! - disse o garoto com o casaco azul. - Puxar!

    Ele viu sua mão. Continha o Elemental Hero Prisma, E – Elemental Call, O – Oversoul, Neos Spiral Force, Mirror Force e a carta que ele puxou era Elemental Hero Stratos.

    - Eu invoco Elemental Hero Prisma em modo de ataque!

    Elemetal Hero Prisma (1700/1100). Ele pode revelar um monstro no campo de fusão e mandar um monstro dessa tal fusão para o cemitério, e o E-Hero Prisma vira o tal monstro no cemitério.

    - Eu mostro o Elemental Hero Neos Knight! E mando Neos para o cemitério. Agora, ativo a carta mágica, O – Oversoul! Volte, Neos!
    O – Oversoul, pode retornar um Elemental Hero sem-efeito do cemitério.
    Elemental Hero Neos (2500/2000) – não possui efeito.

    - Eu coloco uma carta virada para baixo. Fim de turno.
    - Exatamente o que eu esperava de você, Fudo Moichi.
    - O... o quê? Como você sabe meu nome?! - Gritou, assustado. Moichi deu um passo para trás. Seu disco de duelo balançava. A mão dele tremia... Todo o corpo dele de fato tremia. Ele estava com medo.
    - Você tem parentesco com Fudo Yusei. Um dos duelistas lendários. Você quer se juntar com ele, eu sei disso! - Ele falou. - Mas enfim, chega de papo! Minha vez, sacar! Ativo a carta Ritual do Dragão Branco! Sacrifico 1 Debris Dragon da minha mão. E com isso eu invoco... Vá, Paladino do Dragão Branco! E eu ativo seu efeito! Venha até mim... BLUE EYES WHITE DRAGON!
    A fila gritou. Era o lendário monstro uma vez usado por Seto Kaiba, o Blue Eyes. Invocado em um simples turno, somente com 4 cartas gastas.
    - Bem. Pelo efeito do Paladino do Dragão Branco, não posso atacar no turno que o Blue Eyes é invocado. Por isso, ativo Heavy Storm! Que destrói todas as cartas mágicas e armadilhas! - Ele deu um riso irônico. Ele, de alguma forma, descobriu o que iria acontecer.
    “Ugh...! Minha Mirror Force! Essa carta podia destruir o Blue Eyes!” , pensou o garoto.

    - E coloco uma carta virada pra baixo! Fim de turno... Vá... Jogue, caro amigo Moichi! Você não poderá me vencer com o Blue Eyes no meu lado!
    “Ele tem razão... Esse monstro é um problema. Preciso derrotá-lo... Mas como?”.

    - Minha vez! Sacar! - A carta que ele puxou foi a Polimerização. - Ótimo! Eu uso a carta mágica, Polimerização! NEOS! Stratos! Vamos lá... Elemental HERO Neos Knight!

    Elemental HERO Neos Knight (2500/1000): Essa carta ganha metade do ATK do monstro fusionado com ele. Exceto o E-HERO Neos. Ele pode atacar duas vezes por turno, mas não dá dano caso lute com um monstro.

    - Stratos tem 1800 de ataque. Então NEOS ganha 900 pontos de ataque, fazendo ele ficar com 3400! O suficiente para destruir o seu Blue-Eyes! Batalha! Vamos, NEOS Knight! KNIGHT SWORD SLASH!
    - Carta mágica, Des-Fusão! - Disse o garoto com o tal poncho. - Essa carta desfunde os dois monstros!
    “Droga! Ele é muito inteligente... Mas eu já tenho um plano.”
    - Ugh... Coloco uma carta virada para baixo! Fim de turno!

    O homem sorriu. Ele sabia que era um check para ele, e uma pseudo-derrota para o outro. Sacou uma carta e logo declarou batalha.

    - Batalha! Vá! BLUE EYES! Destrua o Elemental Hero Stratos! LIGHT BURST!
    - Carta virada para baixo, NEOS Spiral Force! Os pontos de um monstro dobram até o fim do turno!

    Blue Eyes: 3000
    Stratos: 3600

    - Mas que merd...!

    O Blue Eyes deu um raio de luz para o Stratos, mas, um grande escudo azul abriu-se e defendeu. E então, Stratos deu um grande salto e um soco no Blue Eyes, fazendo-o desaparecer.

    Pessoa desconhecida: 3400
    Moichi: 4000

    “Inteligente. Forte. Distinto. Sortudo. Era justamente o que eu esperava.”, pensou o homem de Poncho. Ele ria no momento. Riu e riu como nunca antes.

    - Por que está rindo, seu idiota?! Estamos no meio de um duelo!
    - Relaxe... As coisas só começaram – e tirou o capuz. Os dois olhos, um verde e outro laranja brilhavam, e um demônio apareceu nas costas dele – Yubel. - Sou eu! Yuki Matrio! E esse duelo... Vai ser seu último! Eu ativo a carta mágica, Monster Reborn! Volte, Blue Eyes! Fim de turno! Espero que isso seja divertido para você... Sabe...

    “Blue Eyes! De novo essa droga... OK. Calma. Como derrotá-lo?”

    - Minha vez! Puxar! Eu invoco... NEOS Spacian Grand Mole! Batalha! NEOS Spacian Grand Mole... Ataque o Blue Eyes!
    - Mas o que? Blue Eyes tem muito mais ataque que o Grand Mole! É um suícidio!

    NEOS Spacian Grand Mole: 900
    Blue Eyes: 3000

    - Mas eu ativo o efeito do Grand Mole! Ele pode devolver a carta que vai atacar para a mão pro adversário, junto com ele! A vitória é minha!

    O Matrio ficou perplexo. Não esperava uma vitória dessas, somente por uma carta... Era o fim. Ele sabia disso.

    - NEOS! Ataque!

    Matrio: 1100
    Moichi: 4000

    - … Fim de turno. - Falou Moichi. Ele não queria acabar com ele, e sim se divertir – Vou lhe dar uma chance... Esse é meu check. A próxima carta que sacar... provavelmente será a última, para nós dois!

    “... Gentil.” , pensou.

    - Obrigado! Minha vez, puxar! Eu ativo a carta mágica, Tribute Change! Nesse turno posso tributar dois monstros seus ao invés dos meus, e invocar especialmente um monstro da minha mão! Sacrifico NEOS e Stratos para invocar Blue Eyes! Batalha! Vá, Blue Eyes!

    Blue Eyes brilhou. Soltou um raio de luz forte no Prisma, o único E-HERO que sobrava no campo de Moichi. E, também, deu um sério dano.

    Matrio: 1100
    Moichi: 1300

    - Ótimo! Assim que se duela! - Falou Moichi, animado. Mesmo com uma cara séria no rosto, sorria mesmo assim.
    - Fim de turno.
    - Minha vez, puxar! Eu ativo a carta mágica, “Direct Destiny”! Se eu tirar um número par no dado, eu posso atacar diretamente com um monstro esse turno... e o número que deu foi...

    O destino estava em jogo. Moichi sabia disso. Queria reencontrar seu pai, mas também não queria perder o “amigo” que formou ali... Mas, era já tarde de mais para fazer escolhas. O número tirado foi 6. E...

    - Batalha. Ataque diretamente, Prisma!


    Moichi: 1300
    Matrio: 0

    - Muito bem, senhor Moichi. O senhor ganhou uma passagem para o tempo... - Disse um velho senhor. Talvez o construtor da máquina – Devo-lhe avisar que pode parar em qualquer tempo, … QUALQUER TEMPO. Talvez nem o tempo que queira. É totalmente aleatório. Ainda aceita entrar?
    - Quero que Matrio entre. Amanhã ainda terá vagas para mais duelos, certo? Amanhã eu entro. Ele precisa mais que eu. - E saiu do lugar. Saiu do estádio, desapareceu em um segundo ou dois.
    - Bem, senhor Matrio... Pode entrar na máquina. Deixe o deck.

    Matrio colocou o deck numa mesa e entrou na tal máquina...

    Domino City, Ano 2003. Área Desconhecida.

    Matrio parou num lugar deserto. Atualmente, não tinha ninguém lá. Exceto uma moça que podia ser vista de longe. Ela chegou mais perto e perto... E finalmente revelou seu nome, “Ana”. O que esperar do passado? Só no próximo capítulo.


    Última edição por ~Platinum em Seg Nov 21, 2011 5:12 pm, editado 1 vez(es) (Razão : @~Platinum: Desabilite a Assinatura na Fã Área, para melhor navegação. =3)
    avatar
    ~Platinum
    FanFic Moderador
    FanFic Moderador

    Masculino Mensagens : 293
    Data de inscrição : 26/08/2011
    0 / 100 / 10

    Re: Yu-Gi-Oh! DESTINY

    Mensagem por ~Platinum em Seg Nov 21, 2011 5:11 pm

    Olá Mik. Vim ver sua fic. =3

    Alguns erros ou coisas bobas que achei:


    The New Hero - Mikhaelsan escreveu:Os duelos e duelos foram e viram [...]
    BLUE EYES WHITE DRAGON! [...]
    QUALQUER TEMPO [...]
    E saiu do lugar. Saiu do estádio, desapareceu em um segundo ou dois. [...]

    Não poderia ter sido:

    ~Platinum escreveu: Os duelos foram e viram [...]
    Blue Ayes White Dragon!! - O rapaz berrou ao invocar o monstro. [...]
    Qualquer tempo!! - O velho deu enfase a frase.
    E saiu do lugar e do estadio, desaparecendo em alguns segundos. [...]

    Não precisa colocar as palavras em letras maiúsculas quando um personagem grita, apenas coloque o ponto de exclamação, uma ou duas vezes, se for necessário até três.
    E para escrever o nome de tau monstro, ou "Atk" e defesa (infelizmente não sei as siglas de defesa. Me desculpe, sou muito noob nisso.) apenas mude a cor da fonte, para assim ficar melhor a leitura.

    Podia ter descrito como eram as aparências dos monstros. Nem todos assistem Yu-Gi-Oh e sabem como são suas aparencias. Sua narração está boa, mas acho que ainda pode melhora-lá muito.


    -------------------------------------------------------------------

    Agora sobre a história. Gostei dela, bem legal. Oque será que acontece-rá quando o "tau carinha que eu não decorei o nome e estou com preguiça de ir procurar" descobrir em que ano está e oque acontece-rá ali.

    Gostei bastante da fic, irei acompanha-lá. Bye. =3 ô//

      Data/hora atual: Ter Out 17, 2017 2:47 pm